Características da Escola Humana

 

 

Primeira - A escola humana não se apresenta como modelo, onde o sujeito vai, escolhe o manequim, veste a carapuça e sai diplomado, moderno, pronto, preparado para o futuro.

 

Segunda - A escola humana propõe o trabalho pedagógico, com vistas a formar a consciência de que o sujeito é capaz de transcender a qualquer dificuldade e assumir seu verdadeiro espaço.

 

Terceira - A escola humana conceitua o homem como “ser criado à imagem e semelhança de Deus”, com potencial para alcançar a plenitude, através de seu próprio esforço, como ser predestinado à auto-realização e à felicidade.

 

Quarta - A escola humana ajuda a valorizar talentos, a aperfeiçoar dons, a descobrir competências, a formar hábitos e atitudes que identifiquem o homem em harmonia com os outros e com o mundo.

 

Quinta - A escola humana trabalha pelo equilíbrio ecológico, situando o homem no centro de suas atenções, para preservar a humanidade, educando para a solidariedade.

 

Sexta - A escola humana rejeita qualquer manifestação de violência, esteja ela inserida nos conceitos e preconceitos, nos programas e currículos, na palavra, nos livros, na comunicação, nas atitudes.

 

Sétima - A escola humana desconhece motivos de pessimismo, de conformismo, de omissão, incompreensão e incompetência. Pelo esforço mútuo, luta pelo sucesso e pela vitória.

 

Oitava - A escola humana busca parceria com todos os segmentos da sociedade e se alia aos movimentos comunitários, em prol da vida, da saúde, da educação, da ecologia, da paz.

 

Nova -   A escola humana não aceita a discriminação, nem estratifica seres humanos por suas condições sociais.

 

Décima - A escola humana não classifica alunos como ótimos ou ruins, fortes nem fracos. Através do esforço e do desempenho, todos são fortes e capazes de vencer. O sistema de avaliação é processado, através do entendimento, num verdadeiro clima de negociação, onde há também espaço para a auto-avaliação.

                                  

                                                                  Ivone Boechat

                                            (extraído do livro Por uma Escola Humana)

 

                                                                      

Fechar

 

 

 

p>